Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




por Vânia, em 16.10.08

Ontem

Fui fazer as análises. Correu tudo bem, não me custou nada nem se m'encolheu o sangue. LOL Depois fomos tomar um bom pequeno almoço e ala até à Leroy Merlin e ao Shopping da Guia. Um dia altamente consumista. Andamos a ver as coisinhas para decorar o quarto do puto e ter uma ideia dos preços. E depois passamos às lojas da praxe. Entrei na Chicco e entre aquelas milhentas coisas fofas agarrei num babygrow muito simples. Quando vi a etiqueta ia-me dando uma coisinha má. 30 euros. Um babygrow? 30 euros? Não acreditei nos meus olhos. Provavelmente há por ai muita gente com bons ordenados que se podem dar aquele luxo. aquele e se calhar a muitos outros ainda mais extravagantes. Mas eu não posso, não quero. Chamem-me forreta. Ok. Posso dizer que sou, mas não me posso dar ao luxo de não ser. Fomos à Pré-Maman. Berços que custam 173 euros. Ok. O meu bebé vai ter uma alcofa que já não serve à prima mais nova e uma cama que a madrinha vai emprestar. Não vai ter um muda fraldas xpto com banheira e não sei que mais que custam cerca de 60 euros. Vai ter uma secretária adaptada. E certamente não é por isso que vai ser mais infeliz que os outros. Isso não é o mais importante.

Vamos comprar algumas coisas. Claro. Varão, cortina, friso e autocolantes, candeeiro e uns módulos baratos que vimos na Leroy Merlin e que temos ideia de ser nós a pintar. Não fica por muito mais que 50 euros. E com certeza vamos receber toneladas de prendas, algumas mais úteis que outras. Como diz um conhecido meu "é preciso é imaginação".

No outro dia uma amiga minha dizia-me que eu tinha que começar a usar roupa de grávida. E eu disse-lhe que ainda cabia perfeitamente na minha roupa. E ela insistiu. E eu respondi-lhe que ia contra a minha religião comprar umas calças de ganga de grávida por 60 euros. No máximo dos máximos a 30. E ela insistia que era giro e não sei que mais. Aquilo enervou-me e mostrei-lhe o meu ponto de vista. Nós não somos ricos. Não temos grandes ordenados. Abdicamos de algumas coisas. E que de futuro as coisas não vão melhorar. E se a nós nos podem faltar algumas coisas, ao nosso bebé nunca poderá faltar nada. Acho que qualquer pai/mãe pensa da mesma maneira. Mas percebo o ponto de vista de quem não paga uma casa cujo valor é um ordenado, que não tem despesas fixas de água, luz, gás, telefone, internet, carro, etc tudo parece muito fácil. Mas não é. E há prioridades.

Recuso-me por isso a entrar em fúrias consumistas. Ontem na Zippy vi um fatinho muito giro de calça e blusa por 8 euros. 8 euros que faziam a mesma vista que os 30 do babygrow, com a diferença de que lá não dizia Chicco... 

Acho que vou deixar de entras nestas lojas. Fazem-me sentir falida. E depois ainda oiço pessoal com ordenados maiores que os nossos a dizer que estão falidos... mas vão jantar fora, comprar roupa de marca, cremes, perfumes, viajam bastante... Há crise. Mas é na minha carteira. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

De SoNhAdOrA a 16.10.2008 às 16:05

Ola

Ao ler o que tu escrevest, vejo uma personalidade mt parecida com a minha, pois eu tambem sou assim, se ha coisas mais baratas e praticamente iguais, para que gastar tanto dinheiro só por ter marca??
Ja pa nao falar em roupas de bebés, que usas 3 ou 4 vezes e ja nao serve....

Mts felicidades e q td corra bem

Bjinhos e dsclpa a invasao

Hasta

De patricia a 16.10.2008 às 20:05

A roupa das crianças é bem mais cara que a dos adultos, mas na secção de roupa dos hipermercados consegues arranjar coisas giras e a um preço mais acessível.

em relação aos consumos concordo contigo, não devemos gastar mais do que o que temos só para fazer vista aos outros.

bjs

De quica a 16.10.2008 às 22:38

Olá, primeiro que tudo muitos parabéns pela gravidez :)

Gostava de partilhar algumas dúvidas que tive ( ainda tenho e muitasss) e que no fundo penso que ajudam a não se comprar o que não é necessário.

Um dos erros que penso que se cometem com as roupinhas do bebé é começar logo a comprar quando e sabe da gravidez:

- não se faz a minima ideia do tamanho aproximado que terá quando nascer

-durante o tempo de gestação vai-se ganhando outra consciência do que poderá estar a mais

Comprar roupa de tamanho 50 (recém-nascido) pode ser mesmo um erro grande, muitos bebé nascem com este tamanho ou maiores, logo muits não chegam sequer a usar uma vez. Penso que o melhor será aguardar pelos 8 meses até porque assim, e quanto mais perto do parto se comprar mais hipoteses há de se trocar caso não sirva. Normalmente tem-se 2 meses para trocar (nalgumas lojas pelo menos). É claro que só me refiro a umas poucas peças e não ao enxoval completo.

Eu praticamente não comprei roupa nova, tenho muita emprestada de uma amiga, e tenho principalmente a roupa interior, que é cara. O teu bebé vai nascer na altura de calor, só por isso já poupas muito, lol!

Não compro roupa na pré-natal, nem chicco etc por várias razões: acho que se está a pagar a marca e não a qualidade e são tudo peças industrializadas. Há lojas pequeas, mesmo nos centros comerciais com peças em puro algodão, com um óptimo material, muitas delas até feitas à mão que custam o mesmo que nessas lojas de renome, e quando fazem descontos arranjas coisas lindas, baratas e não industrializadas. Há marcas que vivem apenas do nome. A chicco tem coisas óptimas para o desenvolvimento do bebé (brinquedos etc), a pré-natal para mim não tem nada de especial. Eu já comprei peças a 30 euros (uma meia-dúzia), porque achei que eram especiais e porque as quero usar em ocasióes especiais (são mariquices mas que me sabem bem).

Por exemplo o nosso carrinho e o ovo é da zippy, custaram as duas coisas 150euros. A qualidade é óptima e a segurança é exactamente a mesma dqueles que custam 500. A única diferença é que é uma marca branca e não está na moda como a quinny que sinceramente..............Mas não julgo ninguém que compre, há quem possa realmente e há quem tire noutros sitios para poder ter. A minha poltica é: desde que não me chateiem está tudo óptimo.

Bom, já escrevi demais,

Bjs

De Amores perfeitos a 17.10.2008 às 09:11

ola vânia


olha roupa de gravida e de bebe compro numa loja que infelizemnte n há aqui em baixo. É a HM.

A roupa de bebe alem de linda é baratissima e mesmo p a minha filha ainda a visto nessa loja. roupa de gravida só usei apartir dos 4 meses e comprei toda na HM. a Zara agora tb vende, tal como a MOdalfa.


Concordo com o q disses e alem do disparate de dinheiro é o tempo que eles usam.....

eu agora dos meus compro roupa mto gira mas em sitios acessiveis....

beijos

De guiga a 17.10.2008 às 17:24

Sinto-me igual!!!

E sim, não serão as roupas de marca que farão o teu bebé menos feliz! Ele vai ser feliz com o amor que vocês lhe vão dar! :D
*.*

De nasnuvens29 a 21.10.2008 às 11:50

Olá. Penso exactamente como tu, A unica coisa que compro na chicco são alguns sapatos e brinquedos. Para o meu rebento adoro comprar na C&A teem coisas muito giras, fofinhas e principalmente em conta. Qd estava gravida tambem comprei muita roupa na H&M. Como a vida esta nao nos podemos dar a grandes despesas...

De Papás a 22.10.2008 às 10:40

Olá!

Antes de mais nada, parabéns pela gravidez e votos nossos para que tudo continue a correr pelo melhor.

Em segundo lugar, parabéns pelo blog que, aliás, já está na nossa lista dos favoritos.

Em terceiro lugar, as roupas...

Para a mamã, no nosso caso (já lá vão cerca de três anos) nunca chegámos a comprar muita coisa e aproveitámos a disponibilidade das amizades para poupar uma porrada de euros.

A verdade é que são roupas muito "engraçadas" mas demasiadamante caras para o tempo de utilização que vão ter.

Em relação à roupa para a pequena cria, só começámos a comprar lá para os seis meses e nunca em grandes quantidades nem coisas caras.

Tal como as roupas de grávida, são roupinhas muito engraçadas mas que vão ter um uso mínimo.

Claro que há sempre aquela roupinha especial que queremos para a nossa cria, e o que tem que ser tem muita força, mas, se puderem, aproveitem as roupas e outras traquitanas dos amigos e dos primos e dos amigos dos amigos.

Babygrows e alguma roupa, fraldário, carrinho, cadeira para o carro, berço, cama de grades...

Enfim, tudo coisas que, se tiverem quem empreste, é, sinceramente, preferível.

E mais vale ir gastando uns euros extra num kit de biberons e, muito aconselhável, num stock razoável de fraldas.

E, continuando na senda da roupa, Zara e Zippy são as nossas preferidas, com muito boa qualidade e a um preço acessível.

Beijinhos da Joana e dos Papás

De Terradossonhos a 17.04.2009 às 12:34

Já conheces A Terra dos Sonhos, uma loja onde pode encontrar artigos variados com preços de sonho.
www.terradossonhos.net (http://www.terradossonhos.net/)

Comentar post



Mais sobre mim


Arquivo

  1. 2013
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2012
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2011
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2010
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2009
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2008
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2007
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ